Genova: soberana e discreta

Localizada entre o mar e as montanhas Gênova é uma cidade de contrastes cuja a historia está ligada ao comercio e a navegação. No período medieval foi encruzilhada de povos e culturas e não é a toa que seu nome “genoa” em latim significa “porta”. Com sua paisagem colorida pelo azul do mar e o verde das montanhas faz com que as  cores fortes de suas construções criem um cenário harmonioso e fabuloso, uma cidade para descobrir e conhecer sem pressa porque aqui a vida transcorre num ritmo lento. Mostrarei um pouco desta cidade que apesar de ter sido a porta de ingresso de tantas culturas, gosta de permanecer discreta aparentando “quase” um ar de cidade provinciana ainda que a sua historia  demonstre o contrario, é como uma soberana  que reina de modo firme e discreto.

 

Piazza De Ferrari

Piazza De Ferrari e prédio da Bolsa de Valores, Foto: Márcia Bezerra

A Piazza De Ferrari é principal praça da cidade, circundada de prédios de grande importância como a antiga Bolsa de Valores, o palácio  sede da Região da Liguria, o Teatro Carlo Felice e o Palazzo Ducale entre outros. Localiza-se próxima a rua XX Setembro  (principal artéria viária  do centro comercial). É o coração  da cidade pois além de localizar-se no centro, é também, o local onde ocorre os principais eventos políticos e culturais. 

Palazzo Ducale

Palazzo Ducale
Palazzo Ducale, Foto: Márcia Bezerra

Em estilo neoclássico do século XVIII foi a residência do duque Raffaele De Ferrari. Hoje é de propriedade do Banco de Roma e abriga em seu interior um museu com exposição permanente e um espaço para as mais importantes mostras itinerantes além de abrigar uma livraria e um café.

 

Casa de   Colombo

Casa de Cristivo Colombo, Foto: Marcia Bezerra
Casa de Cristóvão Colombo, Foto: Márcia Bezerra

Lembra de Cristóvão Colombo, o grande navegador, que descobriu as Américas? Personagem ilustre de Gênova é um dos maiores navegadores que a historia conheceu, passou a sua infância nesta casa junto aos pais e aos seus irmãos. A construção é pequena de primeiro andar sendo o térreo, o local destinado  a “botega” da família que, na época eram comerciantes de tecidos, e o andar superior  a casa onde viviam.  É muito interessante conhecer um pedacinho da historia pessoal de um personagem que faz parte da nossa historia.

Porta Soprana

Porta Soprana
Porta Soprana, Foto: Márcia Bezerra

Em estilo gótico foi construída no século XII em torno de 1155 periodo em que os genoveses temiam um ataque por parte de Federico I conhecido como “Federico Barbarossa” ( imperador alemão que lutou contra o  papado e os reinos da Itália). Dando origem a   construção de um muro em torno a cidade e, a Porta Soprana ou Porta de Sant’Andrea, como era conhecida na época, era uma das principais porta de acesso a cidade fortificada. Este  é um dos principais símbolos de Gênova. 

 

Pelas ruas do  centro histórico

Centro historico
Centro histórico Foto: Márcia Bezerra

Um dos maiores centro histórico da Europa e o maior em densidade demográfica cerca de 23.000 habitantes numa área de 113 hectares. As casas são literalmente coladas umas as outras, pequenas ou grandes. Se você tiver tempo deixe-se levar por um passeio sem pressa por este labirinto de ruas estreitas  observando os detalhes das suas construções como os grandes portões das casa de prestigio com seus imponentes hall de entrada e, também, as menores na sua simplicidade, as lojas, as praças, as luminárias, etc. Tente imaginar como  era a vida aqui antigamente. Hoje o centro histórico não é o mesmo mas ainda surpreende. Aconselho  caminhar pelas ruas próximas a Porta Soprano descendo em direção ao Porto Antigo tendo como referencia Via San Lorenzo e,  se por acaso,  se perder vá sempre descendo é a direção  que lhe levará ao Porto Antigo.

Catedral de San Lorenzo

Catedral de San Lorenzo
Catedral e Via San Lorenzo Foto:Márcia Bezerra

A catedral de San Lorenzo foi construída em torno de 1098 em estilo gótico francês com sua fachada externa em mármore branco e preto cores que, na época,  simbolizavam a nobreza. No período medieval era  próprio aqui, na praça, em frente a igreja que se desenrolava  os acontecimentos da vida politica e social da cidade. Vale a pena visitar-la para apreciar a sua beleza, como também, o museu subterrâneo com seus tesouros  compostos de importantes obras primas da arte sacra do período entre os séculos XI a XIX.  Entre elas  a “arca com as cinzas de São João Batista”Curiosidades: dentro da igreja ao lado direito encontra-se a bomba que foi lançada sobre a catedral no período da I Guerra mas, que não  explodiu. A segunda é   a escultura de um cachorrinho dormindo que se encontra do lado direito da parte externa da igreja que, de acordo com as lendas locais, foi  uma homenagem feita ao cachorro  por um dos  escultores que teve a vida salva por este animal durante um desabamento ocorrido dentro igreja durante a realização dos seus trabalhos artísticos.

 

Porto Antigo

Porto antigo de Genova Foto:Marcia Bezerra
Porto antigo de Gênova Foto:Márcia Bezerra

Com mais de mil anos de historia o antigo porto de Gênova passou por um grande projeto de requalificação obra do arquiteto genovês Renzo Piano que o transformou num centro turístico e social da cidade com  diversas atrações: são museus, a cidade das crianças, o  “Bigo”(um elevado panorâmico a 360°), o  “Aquario de Genova” (o maior da Europa), a “biosfera”, além de bares, restaurantes, hotéis, etc . Um lugar para passear admirando as cores da beleza do golfo. Curiosidade: o “Galeone”, a replica de uma antiga embarcação, que se encontra ao lado do aquário, foi construída para o filme “Os Piratas” de Roman Polanski. Aproveite para conhecer por dentro é aberto a visitação.

 

 

Bocadasse

Bocadassi, foto: Marcia Bezerra
Bocadasse , foto: Márcia Bezerra

Percorrendo uma das principais avenidas da cidade (corso Itália) você encontrará uma belíssima surpresa, um antigo burgo de pescadores que localiza-se  por traz da igreja de Santo Antonio. Um lugar contrastante com a avenida, a autentica Gênova, muito lindo e romântico ideal para um sorvete a tarde, um aperitivo ou um jantar especial.

 

Culinária

A culinária ligure é conhecida como uma cozinha pobre porque tem como base uma comida  preparada pela gente simples como os pescadores e os agricultores que vivem na montanha utilizando os ingredientes  locais como: as ervas, as verduras, o azeite de oliva, o pescado e a caça além da farinha resultando numa comida simples, saudável e gostosa. Pratos típicos: focaccia (simples, cebola, genovesa, al formaggio di Recco), troffia al pesto, raviole al tocco, le acciughe (frita, recheada, marinada), tortas de verdura em particular a “pasqualina”, cuculli, farinata di ceci, pansotti in salsa di noce, etc. Confesso que adoro a cozinha ligure e tenho certeza que você também gostará e não resista quando sentir o perfume da foccacia pela estrada, aproveite e experimente porque a “autentica” você só encontra aqui. 

 

Focaccia genoveseravioli con tocco (17)acciugatrofia pesto

 

Gênova é assim, simples e majestosa direi que é um excelente ponto de partida  para iniciar  a sua viagem pela Riviera da Liguria.

Preencha o modulo abaixo para obter informações sobre Roteiros e Passeios na Liguria e em Genova

Se você gostou do post, aproveite e faça o seu registro (basta clicar ao lado direito na parte inferior do seu computador na aba SEGUIR) assim, você será avisado através  email  cada vez que tiver um novo artigo.

Se você ama viajar, vem comigo!

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s