Turim: visitando em um dia

Capital da região do Piemonte,  berço da  industria automobilista (Fiat), Turim é a meta dos  turistas que amam a  arte e a  cultura. São mais de 40 museus de grande importância histórica, artística e cientifica, além da vasta programação cultural que vai das mostras de arte à gastronomia  passando pela dança,  musica,  cinema,  teatro, as feiras   e  os eventos internacionais como: o “Salão do Livro” , o “Salão do Gosto” e o “Festival de Cinema”

fotografia Marcia Bezerra
fotografia Márcia Bezerra

Difícil conhecer-la em um único dia  mas, aproveite o tempo que você dispõe para passar belas horas   passeando  pelas ruas do centro histórico conhecendo suas maravilhosas praças e os principais monumentos da cidade. Se tiver tempo  aproveite para  visitar o  Museu Egípcio ou o Museu do Automóvel. Deixo aqui algumas sugestões para o seu tour, lembrando que com um roteiro turístico personalizado você  aproveita melhor o seu tempo e a sua viagem.

Piazza San Carlo

Piazza San Carlo com seus cafes historicos, foto de Marcia Bezerra
Piazza San Carlo com seus cafés históricos, foto de Márcia Bezerra

A Piazza San Carlo é uma das praças mais importante e bonita de Turim, conhecida como o “Salotto Torinese” (sala de visita da cidade), pois já em época antiga os nobres e intelectuais se reuniam nos diversos cafés da praça para discutir sobre diversos assuntos, em particular, a politica. Hoje a praça é palco das grandes manifestações culturais, politicas e sociais da cidade.  Aproveite para tomar um cafezinho num dos   históricos cafés da praça. Os mais famosos sao:  “Café San Carlo”   e o “Café Torino” .
Na praça estão as duas igrejas conhecidas como as “igrejas gemeas”, a de  São Carlo (1619)  e a de Santa Cristina (1639).

 

Museu Egípcio

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Museu egípcio, foto de Márcia Bezerra

O museu egípcio  de Turim é o mais importante do mundo depois do museu do Cairo pelo valor dos achados arqueológicos. As peças  vão do período Paleolítico à época copta, ou seja, a era dos cristãos egípcios nativos.
São cerca de 6.000 peças expostas entre: estátuas, papiros, sarcófagos, múmias, jóias, amuletos e objetos da vida cotidiana e ainda existem mais de 23.000 peças a serem catalogadas.

Estatura de Ramsés II, foto de Marcia Bezerra
Estatura de Ramsés II, foto de Márcia Bezerra

Dentre o acervo destacam-se pela sua importância o “Templo rupestre de Ellesija”; as estátuas das deusas Isis e Sekhmet e a de Ramsés II e, também,   o “papiro das minas de ouro”. Vale a pena uma visita para conhecer um pouco da historia de uma das mais importante civilização do mundo. Informações para visita,  aqui.

Palazzo Carignano

Crianças tendo aula de historia em frente ao Palacio Carignano, foto de Marcia Bezerra
Crianças tendo aula de historia em frente ao palácio Carignano, foto de Márcia Bezerra

Patrimônio da humanidade pela UNESCO é considerado um dos palácios mais notáveis do estilo barroco  italiano. Hoje abriga    o “Museu Nacional do Ressurgimento Italiano” onde  reúne diversas peças que retratam o período da unificação politica da Itália. Uma atenção especial para a sala onde se encontra a “Camera dos deputados do Parlamento Subalpino”. O percurso pode ser feito em 45 minutos. Para mais informações visite o site do museu.

 

Piazza Castello/Palazzo Madama/Palazzo Reale

Piazza Castello contornada pelo Palacio Real ao fundo e o Palacio Madama a direita, foto de Marcia Bezerra
Piazza Castello contornada pelo palácio Real ao fundo e o palácio Madama a direita, foto de Márcia Bezerra

A Piazza Castello foi o centro da vida aristocrata no período do reino “Sabauda” é a segunda maior praça de Turim. Nela estão algumas  das principais atrações da cidade:  o  Palácio Madama (patrimônio da humanidade pela UNESCO), o Palácio Real,  o   Teatro Régio (um dos  mais importantes teatro lírico da Itália) e a igreja real de San Lorenzo.

 

Duomo di San Giovanni Battista

Catedral de Sao Joao Batista e o Campanario, foto de Marcia Bezerra
Catedral de São João Batista e o campanário, foto de Márcia Bezerra

Em estilo renascentista foi construída no século XVII em mármore branco e o campanário a “Torre do Sino” em tijolos vermelhos. A catedral se conecta com a capela onde está guardada o “Santo Sudario” o  lençol que, possivelmente, envolveu o corpo de Cristo no sepulcro. A reliquia  é colocada a visitação raramente a fim de se conservar.  muita emoçao atraindo pessoas de todas as partes do mundo.    Tive o privilégio de visitar o evento em 2015 e posso dizer que é Emocionante!

 

Porta Palatina/Parque Arqueológico

Porta Palatina no parque arqueologico, foto de Marcia Bezerra
Porta Palatina no parque arqueológico, foto de Márcia Bezerra

Era a principal porta de acesso a cidade fortificada na época romana dos séculos  I-II d.c é  uma das mais bem conservadas em seu estilo com  as estátuas dos imperadores Júlio César e Octaviano Augusto.

 

Mole Antonelliana

Vista panorâmica da cidade com a torre Antonelliana a direita, foto de Márcia Bezerra

A Mole Antonelliana é a  torre símbolo da cidade de Turim e, leva este nome em homenagem a Alessandro Antonelli o arquiteto que a projetou. No ano 2000 passou a abrigar o “Museu do Cinema” um dos mais importante do mundo com mais de 500.000 visitantes ao ano. O Museu expõe várias coleções de fotografias, vídeos, filmes, cartazes e playbills, equipamentos de cinema, caixas ópticas, modelos, trajes e peças de sets de filmagem. Dentro do museu existe um elevador panorâmico que lhe leva ao alto da torre onde você pode admirar a bela vista panorâmica da cidade. Uma fascinante experiência e uma viagem no mundo do cinema. Vale a pena visitar!

 

Piazza Vittorio Veneto/Igreja Gran Madre de Dio/Rio Pò

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Igreja Gran Madre de Dio, foto Márcia Bezerra

A Piazza Vittorio Veneto é uma imponente praça  circundada por magníficos prédios com arcadas e lampiões, a maior praça de Turim.  É também um ótimo local para tomar um cafezinho. Atravessando a ponte se encontra a igreja Gran Madre de Dio (grande mãe de Deus) cuja arquitetura é em forma de um Phanteon romano. A poucos metros, as margens do rio Pò,  tem a zona  “Murazzi”  um local que serve de encontro da população local e da vida noturna,  muito frequentada durante o período de primavera/verão.

Provar o Bicerin

cafe al bicerin4
O Bicerin com biscoitos da região, foto de Márcia Bezerra

Você não pode terminar a sua visita a Turim sem antes provar o “Bicerin” uma das especialidades  da cidade que teve origem no século XVIII. Se trata de uma bebida feita com creme de leite, café e chocolate quente preparada na hora.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Café e confeitaria Al Bicerin, foto de Márcia Bezerra

Você pode provar nos  diversos cafés históricos da cidade mas se puder vá saborear no café “Al Bicerin” o celebre café/confeitaria histórico de 1763 onde foi inventada esta deliciosa bebida. Aqui você provará  o verdadeiro “Bicerin”  e fará um mergulho no tempo imaginando os celebres personagens que por lá passaram: conde Cavour, Silvio Pellico, Giacomo Puccini, Friedrich Nietzsche e tantos outros.          

Como chegar:  com os trens Italo ou Frecciarossa a partir de Milão (estaçao Centrale) é possível chegar em quase uma hora. Descer na parada “Torino Porta Nuova”. 

Visite Turim sem perder o que ela tem de melhor! Solicite informações de Passeios e Roteiros aqui abaixo.

Aproveite e assine a Newsletter! Basta clicar ao lado direito na parte inferior do seu computador na aba SEGUIR, assim, você será avisado através  email  cada vez que tiver um novo artigo.

 

 

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s