Conselhos uteis para a sua viagem

dicas-de-viagem-hotel-foz-do-iguacu

Documentação
– Providencie seu passaporte com pelo menos um mês de antecedência.
– Verifique o prazo de validade do passaporte e dos vistos.
– Ao receber as passagens, confira os dados e serviços solicitados.
– Leve sempre uma cópia de seu passaporte. Guarde-a separadamente dos originais. Isto facilitará a obtenção de novos documentos, caso venha a perdê-los.
– Preencha a última folha do passaporte informando quem deve ser avisada em caso de emergência.
– Procure saber ou respeite as leis, costumes e tradições culturais dos lugares por onde passar.
– Informe-se sobre a situação política e de saúde dos lugares para onde se vai deslocar.
– Ao realizar a sua inscrição em qualquer circuito ou estadia, confirme perante o seu agente de viagens o tipo de documentação necessária para levar na viagem como bilhete de identidade, passaporte com validade superior a seis meses após o final da viagem e eventual visto.
– As crianças que viajam sem os seus legais tutores, terão obrigatoriamente, que se fazer acompanhar das respectivas autorizações legais.

Requisitos Básicos para Entrada na Itália

1.Visto: O cidadão brasileiro que pretende viajar para a Itália a turismo não necessita de visto de entrada se a permanência for de no máximo 90 dias.

2. Documento: para o ingresso, a permanência ou o trânsito na Itália, o cidadão brasileiro deve estar munido de um passaporte com validade de pelo menos seis meses posteriores à data de entrada na Itália. Aceitam-se também outros documentos de viagem reconhecidos como válidos pelo Governo italiano.

3. Disponibilidade de recursos financeiros: o brasileiro que pretende ingressar na Itália deve dispor de recursos financeiros que possam garantir o seu sustento durante a prevista permanência e cobrir eventuais despesas médicas e hospitalares. A disponibilidade dos recursos financeiros pode ser demonstrada mediante a apresentação de dinheiro em espécie, cartões de crédito internacionais, títulos de serviços pré-pagos ou de documentos comprobatórios da disponibilidade de fontes de renda na Itália. A seguir, uma tabela indicativa para a determinação dos meios mínimos de subsistência solicitados para o ingresso na Itália de acordo com o Ministério das Relações Exteriores italiano:

DURAÇÃO DA VIAGEM

UMA PESSOA

2 OU MAIS PESSOAS (os valores são por pessoa)

De 1 a 5 dias: quota fixa total

269,60

212,81

De 6 a 10 dias: quota diária por pessoa

44,93

26,33

De 11 a 20 dias: quota fixa

51,64

25,82

Quota diária por pessoa

36,67

22,21

Acima de 20 dias: quota fixa

206,58

118,79

Quota diária por pessoa

27,89

17,04

Fonte: Ministero degli Affari Esteri

*As informações podem ser verificadas através no site do Ministero Esteri Italia .

Atenção: qualquer pessoa que entre ou saia do território da União Européia com uma quantia maior ou igual a 10.000 euros em espécie ou o seu equivalente em outras moedas ou em títulos facilmente convertíveis (ações, cheques de viagem, etc.) deve declarar perante a autoridade de fronteira. Mais informações podem ser encontradas no site da  alfândega italiana .

4. Alojamento idôneo: o cidadão brasileiro deve comprovar possuir alojamento idôneo na Itália (apresentando a reserva do hotel no qual ficará hospedado ou a carta-convite assinada por um cidadão italiano – ou estrangeiro legalmente residente – que atesta a disponibilidade de hospedagem na Itália para o viajante brasileiro). A carta-convite deve estar acompanhada de uma cópia do documento de identidade do anfitrião.

5 Bilhete aéreo de retorno para o Brasil: no  ingresso em território italiano o cidadão brasileiro deverá estar de posse do bilhete aéreo de retorno ao Brasil, já marcado para um prazo máximo de 90 dias, e apresentá-lo às autoridades de fronteira italianas quando solicitado.

Requisitos para a permanência temporária

Entrada pela Itália: se o turista brasileiro entrar diretamente na Itália (por exemplo, por um vôo direto Brasil-Itália) e tiver seu passaporte carimbado pela Policia de fronteira italiana, não haverá necessidade de declarar sua presença.

Entrada por outro país europeu: se o turista brasileiro viajar de um país europeu membro do Espaço Schengen para a Itália e não passar pelo controle de fronteira italiano (por exemplo através de um vôo Brasil-Portugal e tiver o passaporte carimbado pela policia de fronteira portuguesa) será preciso comparecer à “Questura” para declarar sua presença se pretender permanecer na Itália por mais de 8 dias. Em alguns casos, o próprio hotel declara a presença do hóspede brasileiro à “Questura”.

Mais informações podem ser encontradas no site da  polizia di stato .

Fonte: Ministério das Relações Exteriores – Consulado Geral do Brasil em Milão

Saúde
– Planeje detalhadamente o seu roteiro. Leve em consideração as diferenças climáticas, de altitude e de fuso horário. Comece a adaptar, progressivamente os horários, uns dias antes, de forma a aproximar-se do horário do destino.
– Procure orientação médica com antecedência de pelo menos 30 dias.
– Consulte o seu médico se estiver sob o tratamento de qualquer doença (diabetes, doenças cardíacas ou pulmonares, etc) ou em uso de qualquer medicamento.
– Caso faça uso de medicamentos, obtenha um certificado médico especificando o medicamento e o seu princípio ativo e a quantidade que estará em seu poder. Isto é importante para as inspeções alfandegárias.
– As pessoas com dietas especiais, oxigênio e deficientes físicos, que necessitam de auxílio para locomoção, devem entrar em contato com a companhia aérea com antecedência.
– Viaje transportando os medicamentos consigo, na bagagem de mão, em vez de as colocar na bagagem de porão.

Com o Certificado de Direito à Assistência Médica no Exterior (CDAM) o turista brasileiro poderá receber assistência médica da rede pública de saúde na Itália. A emissão do CDAM é de responsabilidade do Ministério da Saúde. Para mais informações, voce pode consultar diretamente o site do Ministério da Saúde .

Recomenda-se aos turistas a partir dos 60 anos, ou a pessoas com problemas de saúde que possam requerer atenção especial, adquirir seguro privado de saúde para viagens.

Os números de emergência médica na Itália são: 112 e 118.

Bagagem
– Identifique sua mala (nome, endereço, telefone etc).
– Leve apenas o essencial.
– Na mala de mão, leve sempre uma muda de roupa e um casaco.
– Confira a voltagem do país e leve adaptadores de aparelhos elétricos.

Aeroporto
– Reconfirme o vôo de ida e volta pelo menos 24 horas antes.
– Chegue ao aeroporto no mínimo duas (2) horas antes do embarque.
– No aeroporto, não aceite pedidos para levar encomendas.

Telefone
– Se deseja levar o seu telefone portátil, acione com a devida antecedência o sistema “roaming” do mesmo, junto do respectivo operador.
-Lembre-se de anotar os telefones úteis (banco, cartão credito, seguro viagem com o código/nº do seguro, parente, etc.) e, porta-lo sempre com si.

Alimentação e Bebidas
– Coma refeições leves e equilibradas antes de viajar e evite bebidas alcoólicas ou gasosas.

Dinheiro
-Evite carregar notas de valores altos.
– Leve um ou mais cartões de crédito internacionais.
– Traveller’s checks são seguros e bem aceitos, mas para trocar é necessária a apresentação do passaporte ou cópia.
– Nunca transporte todo o dinheiro num só lugar.
– Troque pequenas quantias no aeroporto para despesas de táxi, gorjetas e só depois procure taxas de câmbio melhores.
– Lembre-se de trazer dinheiro em espécie para evitar qualquer contratempo relacionado com pagamentos, não invalidando a utilização do cartão de crédito, como é óbvio.
– Nunca transporte dinheiro na bagagem de porão.


Hotel
– Se for deixar objetos de valor, dinheiro ou passaportes no hotel utilize, sempre, o cofre.
– Lembre-se que o horário de entrada (check in) costuma ser às 14hs ou 16hs e o de saída (check out) às 10hs ou 12hs.
– Se fizer ligação do quarto será cobrada uma taxa.

Passeios
– Verifique a segurança geral do lugar que quer conhecer.
– Confira os horários dos costumes locais (shoppings, restaurantes, bancos, etc.)
– Qualquer problema ou dúvida peça ajuda a um policial.
– Guarde os recibos das compras e não se esqueça que as taxas (impostos) não estão no valor da etiqueta.
– Quando sair, leve sempre o telefone e endereço do hotel.

Segurança

A Itália, de modo geral, é um país seguro. No entanto pequenos roubos e furtos são frequentes, principalmente, nas cidades de grande fluxo turístico e nos grandes centros. Atenção especial com seus pertences quando se encontrar em trens, metros , ônibus, estações de trem, aeroportos, pontos turísticos e lugares aglomerados. Não aceite ajuda de estranhos para comprar bilhetes de ônibus ou metro.

– Atenção a bolsa/carteira quando estiver passeando. Evite colocar carteira no  bolso traseiro da calça, melhor no bolso do casaco.

– Não deixe o zíper da bolsa aberto e a transporte, sempre, com você. Não se distraia ao fazer compras (souvenir, sorveterias, lojas, etc) em lugares aglomerados.

-Atenção a pessoas que tentam lhe distrair, geralmente, os furtos  são cometidos  em dupla.

Ao ser vitima de furto ou roubo, denuncie o crime à autoridade italiana competente (“Carabinieri”, “Polizia Municipale” ou “Polizia di Stato”). Caso o passaporte tenha sido roubado, será necessário  apresentar-se ao Consulado Geral do Brasil em Roma ou em Milão para fazer um novo documento (custo 160 euros) antes de prestar a denuncia.  Recomenda-se que antes de viajar faça uma cópia de seus documentos brasileiros, inclusive do passaporte, que possam servir para a solicitação de um novo passaporte em caso de roubo/furto ou extravio durante a viagem. Recomenda-se, também, que o turista deixe a carteira de identidade original no Brasil e viaje com uma cópia autenticada.

Atenção! O número único de emergência no território da União Européia é 112.

Outros números importantes são:

113 para chamar a Polizia di Stato

118 para chamar uma ambulância.

Em caso de grave e comprovada emergência, tais como: morte, ferimento grave, acidente ou prisão, bem como perda/roubo de passaporte por turistas brasileiros em trânsito (apenas nestes casos) poderá ser contatado o plantão consular nos números:

+39 335.727.8117 (Consulado Geral do Brasil em Milão)

+39 333 1184 682 (Consulado Geral do Brasil em Roma)

Fonte: Ministério das Relações Exteriores – Consulado Geral do Brasil em Milão

BOA VIAGEM!

Anúncios